Postagens

Mostrando postagens de abril, 2015

O Latrocínio das Paixões em nome do Amor

“Em vinte anos da clínica de psicanálise, vejo que ainda existe muitos relacionamentos que são verdadeiros latrocínios da Alma, da liberdade, da saúde do “outro”  e da singularidade do desejo.  São relacionamentos de dependência afetiva, dependência material, relacionamentos patológicos de transferências edipianas extremamente agressivas e doentias, tudo isso  destrói qualquer chance de compartilhar ou sentir Amor.  As “paixões” e declarações “apaixonadas” estão afincadas suas raízes no “Édipo” não resolvido da primeira infância de cada um de nós e a Mulher tem sido a "presa" disso por centenas de anos.  São paixões patológicas que afetam a todos do clã familiar.  Como numa neurose moderna onde o respeito só se inscreve na “provisão” do que o outro pode “ofertar-me” como “provedor” e diante disso não há  auto-estima ou beleza que resista vai tudo para um abismo chamado adoecimento”. E ainda "escuto" que a culpa é sempre das Sogras... www.d

O PENSAMENTO NA PSICANÁLISE E O SINTOMA

"O Pensamento psicanalítico vai muito mais além que a teoria ou a prática clínica ele se oferece como um instrumento para repensar o Mundo e o repensar em nós mesmo no antes e depois de tudo. O pensamento Psicanalítico tem grande utilidade, pois quebra o nosso narcisismo do Pensar, e isso nos auxilia no “Connhece-te a ti Mesmo"   www.drluiz.com O Sintoma em Psicanálise A ortodoxia serve para aprendermos a teoria e a leitura psicanalítica para novos pensares e “pesares”. Mas na prática a ortodoxia pode ser meio esterilizante para uma psicanálise pós moderna*, hoje precisamos mais de acolhimento a ética do desejo que de diagnóstico.  A leitura e estudos dos ensinamentos de Freud que fez Lacan foram "essa liberdade de tratar um autor até recriá-lo diante da possibilidade de novos pensares e pesares". ·          Meus comentários * ·          Comentário do autor: (Nasio)  aborda neste (livro)  os grande s temas lacanianos. Para Lacan os verd

Nunca perca a Esperança !

"A certeza é nunca e não perder a "esperança". Pois o contrário é o adoecimento da palavra não dita no corpo e é incerto se teremos salvação na psicose"   www.drluiz.com

Forclusão e Psicose

O que é forclusão ou foraclusão * Psicose*   Conceito comumente descrito pelo psicanalista francês Jacques Lacan para desig­nar  um mecanismo específico da psicose. A  forclusão é o mecanismo “psíquico” na qual se produz rejeição de um significante  (imagem acústica e simbólica)  que é fundamental (neurose) para fora do universo simbólico do sujeito (neurótico) e isso leva o sujeito direto a “Psicose” Quando essa rejeição se produz, o signi­ficante é “foracluído” expulso. Não é integrado no inconsci­ente , como no recalque (neurose)  e retorna sob forma alucinatória no real do sujeito. ( Psicose). No Brasil também se usam foraclusão, forclusão, repúdio,rejeição e pre­clusão visto que  o termo foraclusão foi introduzido por Jacques Lacan em 1956, na sessão de seu seminário dedi­cado às psicoses e à leitura do comentário de Sigmund Freud sobre a paranóia do jurista Daniel Paul Schreber. Para compreender a gênese desse conceito, há que relaciona-Io com a utiliza