Postagens

Mostrando postagens de 2011

auto-estima?

Afinal, o que é  auto-estima?   Auto-estima é a sensação e a vivência do seu nível de adequação e aceitação diante dos desafios da vida! Auto-estima = conseqüências da sua auto-imagem (como você se sente e se vê) + conseqüências da sua imagem percebida pelos outros (como os outros demonstram que vêem você). Você não pode verdadeiramente amar ao que não conhece, por isso Sócrates continua atual: Conhece-te a ti mesmo!Depois de conhecer-se mais, prepare-se para enfrentar os desafios que separam a "pessoa" que você se acostumou a ser (com todas as ilusões, mecanismos de defesa e desculpas nobres), da "pessoa" que você pode efetivamente ser, com todas as suas múltiplas potencialidades. Itens para compreender e melhorar sua auto-estima • Auto-estima é uma avaliação sua sobre você mesmo – o assunto é você! • Auto-estima é assunto sério, trate-o com seriedade e honestidade. • Você não é como pensa ser ou como os outros pensam que você é. Dedique-se a se conhecer

Intolerância faz Síria Prender "A Primeira Psicanalista da Síria"

    Intolerância faz Síria Prender "A Primeira Psicanalista da Síria"   Sábado 10 de setembro de 01:00 (ET Damasco), A psicanalista Rafah Síria NACHED foi presa pelos serviços de segurança sírios no aeroporto de Damasco, como ela estava prestes a embarcar em um vôo para Air France para Paris para assistir ao nascimento de sua filha.   NACHED Rafah teve tempo suficiente para um breve telefonema para evitar que seus parentes nos segundos antes de sua prisão.     Seu marido, Mohammad Faisal Abdullah, um professor de história antiga na Universidade de Damasco levado às pressas para o aeroporto, mas não conseguiu obter qualquer informação ou serviços para o aeroporto ou a polícia.   Rafah NACHED , 66 anos, tem uma licenciatura em Psicologia Clínica da Universidade de Paris 7.     É a primeira mulher a praticar a psicanálise na Síria e recentemente fundou a Escola de Psicanálise de Damasco, em conexão com os psicanalistas franceses e organizada em Novembro d

Simplesmente Seja Feliz

Imagem
SEJA FELIZ... Seja Feliz Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. Só você pode evitar que ela vá à falência. Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você. Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem decepções. Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros. Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver a vida, apesar de todos os desafios, Incompreensões e períodos de crise. Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para dentro

Você me completa”: sobre relacionamentos e incompletude

Você me completa": sobre relacionamentos e incompletude Semana passada uma amiga me perguntou se era verdade que a gente sempre busca na pessoa com quem a gente se relaciona o nosso pai ou a nossa mãe . Muitos amigos me fazem este tipo de pergunta por saberem que eu estudo psicanálise – e eu achei engraçado porque é muito curioso como ela é difundida na mídia, sempre de uma maneira muito determinista. Já ouvi frases do tipo: "Meu pai é cafajeste, por isto só namoro cafajeste, Freud explica" . E pronto: a pessoa se contenta com isto e para por aí, não se questiona, nem tenta mudar. Quando minha amiga me fez esta pergunta, eu já tinha escrito boa parte do texto aqui para o PdH, mas a pergunta d

O poder da Escuta

O poder da Escuta O poder da “Escuta” é imprescindível para psicanalistas, psicoterapeutas, terapeutas, educadores e principalmente para estudante de psicanálise que deve desenvolver o poder da Escuta. Mesmo que não vá exercer psicanálise em clínica analítica como uma ocupação diária ou ocupação laboral remunerada. Desde inicio do seu estudo e de todo seu percurso psicanalítico, na sua formação em psicanálise, deverá desenvolver a escuta em sala de aula, nas dinâmicas em grupo, em seu estágio na prática restaurativa e multidisciplinar sob supervisão do seu analista. Desenvolve-se muito na “Escuta” principalmente ao fazer sua “análise” pessoal não só onde o analista vai acolher a sua fala pela “escuta”; mas o permitirá e favorecerá condições para que o analisado desenvolva-se na arte da “Escuta”. A escuta nos permitirá conhecer melhor a nós mesmos, para depois construída essa ponte “travessia”, nós tentarmos auxiliar o “outro” na sua travessia seja de sofrimento, angústia e afliçõ