Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2022

"SOBRE O AMOR"

  “Sobre o amor, o desejo e os parceiros” About love, desire and partners   Não há relação sexual: eis o impossível que não cessa de não se escrever.   Porém, há "uma relação de amor possível que, desta vez, reconhece o outro " (SOLER, 2012, p. 183). O trecho citado, recortado de Lacan, o inconsciente reinventado , foi o elemento provocador, instigando esta elaboração. O capítulo “ O amor e o Rea”l nos faz pensar sobre os efeitos da análise diante da questão amorosa. Sendo o amor uma paixão amiga da ignorância, que não quer saber nada disso, aposta-se na mudança, considerando-se que a experiência analítica desvela o real irredutível da castração. O gozo não é ligante por si só. No nível do gozo não há par. Impossível escrever o dois do sexo. Mas há o par da fantasia, esteio do desejo. Ressalto, no entanto, que o desejo não comporta uma relação subjetiva simples com o objeto, tal como representado pelo losango no matema da fantasia. No seminário A