terça-feira, 18 de novembro de 2014

Ao encontro do Verdadeiro Amor

“A instância do amor romântico na psicanálise só serve para se devolve-lo a sua origem o Édipo. Esse amor romântico se devolvido ao Édipo poderá resolver-se, solucionar-se lá no insabido. E é isso  é que vai permitir o sujeito em “análise”  se liberte de amores adoecidos e patológicos, livrar-se do seu romantismo imaginário,  narcísico em sofrimento edipiano. Assim após e nesse seu assujeitamento corajoso em sua análise; O amor romântico é  devolvido e tratado, se cura no Édipo. Diríamos que daí para frente o sujeito estaria apto, pronto, forte e independente para construir um ou mais amores no real do seu desejo e não no desejo do “outro”..

Prof. Dr. Luiz Mariano

FERIDAS DO AMOR ADULTO OU DO MAL SABER AMAR....

As feridas do Amor adulto...? Viriam da primeira infância (recalcada) sem linguagem do sujeito/criança do passado esquecido ...