quinta-feira, 31 de março de 2011

Prazer em ler Freud

A Psicanálise ocupa-se de coisas simples, sumamente simples, que são imensamente complexas. Ocupa-se do Amor e do ódio, do desejo e da lei, dos sofrimentos e do prazer, de nossos atos de fala, nossos sonhos e nossas fantasias. A psicanálise ocupa-se das coisas simples e complexas, mas eternamente atuais. Ocupa-se delas não apenas por meio de um pensamento abstrato, mas através da experiência humana de uma relação concreta entre dois parceiros, analista e analisando em interação permanente.

Extraído do Livro: “O prazer de Ler Freud”

J. D. Nasio Editora: ZAHAR