sexta-feira, 24 de abril de 2015

O Latrocínio das Paixões em nome do Amor

“Em vinte anos da clínica de psicanálise, vejo que ainda existe muitos relacionamentos que são verdadeiros latrocínios da Alma, da liberdade, da saúde do “outro”  e da singularidade do desejo. 

São relacionamentos de dependência afetiva, dependência material, relacionamentos patológicos de transferências edipianas extremamente agressivas e doentias, tudo isso  destrói qualquer chance de compartilhar ou sentir Amor. 

As “paixões” e declarações “apaixonadas” estão afincadas suas raízes no “Édipo” não resolvido da primeira infância de cada um de nós e a Mulher tem sido a "presa" disso por centenas de anos. 

São paixões patológicas que afetam a todos do clã familiar. 

Como numa neurose moderna onde o respeito só se inscreve na “provisão” do que o outro pode “ofertar-me” como “provedor” e diante disso não há  auto-estima ou beleza que resista vai tudo para um abismo chamado adoecimento”.

E ainda "escuto" que a culpa é sempre das Sogras...